Tuesday, 30 November 2010

Uma licao sobre psychos, vultos, minions, kabungados & suas damas...




Bravo!!!.... & .... Lol!!!
E' ke... Deus e' Poderoizo!!!




Caracteristicas Resumidas e Curiosidades...


Os Psicopatas e o Poder // Incorregibilidade e ausência de remorso


Pelo fato de gostarem da sensação de poder, serem muito persuasivos e não medirem esforcos para atingir seus objetivos, os psicopatas ascedem muito rápido em suas profissões (e.g. agem como agentes tanto do poder colonial, como do neo-colonial, tornam-se directoras de escolas de danca aos 15 anos de idade, fazem questao de serem designadas "coreografas-em-chefes e maes da danca contemporanea em Africa", e tendo sido fabricadas pelo p(h)oder e indo com ele para a cama, fazem o seu jogo sem quaisquer pudores ou escrupulos ao mesmo tempo que piscam o olho a "oposicao" - mas so' aquela junto da qual se pretendem fazer passar a qualquer preco como "intelectuais"); por isso é comum que esses indivíduos ocupem importantes cargos ligados a mídia e a política (e.g. enquanto eles tornam-se kabungados e minions sub-directores e colunistas em pasquins novo-jornaleiros, elas sao capazes de lutar para aparecerem na capa de revistas como a Vanity Fair e, enquanto nao o conseguem, obteem toda a media frenzy que bem querem e lhes apetece sem qualquer questionamento publico). Não é raro encontrar esses indivíduos em capas de grandes revistas e, também, no editorial dessas mesmas revistas (e.g. idem, idem, aspas, aspas...). Eles, geralmente, gostam de estar em destaque e ajudar determinadas pessoas ou grupos econômicos, apenas por benefício próprio (e.g. obter premios monetarios e patrocinios publicitarios, enquanto manipulam, usam e abusam da confianca de pessoas que dizem "ajudar", de preferencia negras para posarem perante a sociedade como "santas nao racistas" e depois, mesmo que na realidade devam mais a tais pessoas do que estas a elas e na verdade facam pouco mais do que denegri-las, difama-las, injuria-las e sabotar-lhes a vida by all means necessary (!), chantageam-nas e vao propalar aos quatro ventos que essas pessoas "debicaram no seu prato" e que, por isso, lhes devem "eterna gratidao e total subserviencia" para o resto da vida"... ). Por outro lado, os psicopatas denigrem e aniquilam aqueles que tentam desmascará-los (e.g. aqueles que, por lhes terem retirado a maskara da P(h)wo, designam de "pobres e insignificantes criaturas rejeitadas", entre outros similares encomios - e.g. "isto nao e' um icone, e' um item que merece ser abortado!"... - e a quem desejam que cometam "um suicidio em grande estilo", ou a quem ameacam de "esquartejamento a catanada", etc., etc., etc.). Por não sentirem remorso, nem compaixão, os indivíduos com personalidade antissocial não se importam se seus atos irão prejudicar um determinado grupo de pessoas ou até mesmo uma nação (e.g. mesmo se, e sobretudo, alguns grupos de pessoas dessa mesma nacao lhes dirijam abaixo-assinados acusando-as de racismo e outras praticas anti-sociais, fazem questao de dizer que teem "as costas largas"!).




Egoísmo e egocentrismo // Vazio existencial e tendência ao tédio


Como psicopatas são seres incapazes de sentir sentimentos calorosos por outros seres humanos - tais como o amor, altruísmo, generosidade, humildade e pena - eles não conseguem amar outras pessoas; não ao menos da mesma forma que a maioria das pessoas consegue. Como o antissocial é egoísta e ausente de sentimentos bons para com outros, eles frequentemente também exibem possessividade não somente num relacionamento íntimo, mas também em todos aspectos de sua vida. Essa possessividade geralmente gera no psicopata um outro sentimento: a inveja. Por isso, são frequentes invejosos embora possam não demonstrar isso claramente. Pelo contrário, são eles que se fazem de genuínos, que não invejam nada nem ninguém, ou que apenas sentem uma "inveja boa". Enquanto isso, desejam mal às outras pessoas que conquistaram algum determinado ideal pela qual o psicopata também anseia; e às escondidas artimanham planos para arruinar tais conquistas. Isso porque querem tudo apenas para si e se vêem como donos do universo; o mundo é visto, por eles, como ao redor de seu próprio umbigo (egocentrismo exacerbado). (e.g. inventam "circulos restritos" que alegam ser "exclusivamente seus", comportam-se como 'prima donnas e vacas sagradas', dizem-se "unicos items que nao merecem ser abortados", e nao so' praticam todos os actos de inveja e odio listados por S. Tomas de Aquino, como quando "desconseguem de ser economistas e/ou poetas" tentam a todo o custo imitar e ao mesmo tempo desacreditar aquela a quem invejam por o ter conseguido, chamando-a, ridicula e pateticamente, por entre uma serie de lols idioticos e tristes, enfim, esquizofrenicos e psicopaticos, "macaca de imitacao que chega a escola e nao sabe a licao"... e para preencherem o seu vazio existencial e matarem o seu tedio, dedicam-se ao vulturismo cultural!)



Mentiras e comportamento fantasioso // Emoções superficiais e teatralidade


Psicopatas usam a mentira como mais uma ferramenta para seus objetivos. Exatamente por isso, eles não usam a mentira da mesma forma que as outras pessoas usam e sim usam-na como ferramenta de trabalho. São tão racionais que planejam muito bem suas mentiras, a ponto de que conseguem mentir olhando nos olhos e demonstrando atitudes calmas e típicas de quem está falando a mais brilhante verdade, quando na realidade, não passam de grandes mentiras. Tais mentiras muitas vezes são caracterizadas por histórias muito bem detalhadas e minuciosas, a ponto que as outras pessoas nem se quer desconfiam de que tudo não passa de um teatro, por isso, raramente suas mentiras são descobertas. Entretanto, quando isto acontece, eles podem negar até a morte que tudo não passa de uma farsa, mesmo que tudo e todos provem o contrário. Também podem mostrar-se totalmente indiferentes à descoberta, ou admitirem mas inventam alguma desculpa encobrindo a outra mentira. Eles também apresentam um comportamento fantasioso que frequentemente muda. Eles são tidos como camaleões sociais, porque estão em constante mudanças socialmente. Eles geralmente mudam de comportamento conforme pessoa, mais especificamente, conforme o que a pessoa quer. Então, é comum terem diversos comportamentos diferentes com diferentes pessoas. Isso também ocorre porque são indivíduos que levam uma vida dupla: socialmente são vistos como os ingênuos inocentes, quando na verdade escondem um lado negro e obscuro. (e.g. "defendem ideias e posicionamentos" de que imediatamente se descartam quando os seus argumentos sao derrotados, porem, jamais admitindo a derrota, passam imediatamente a tentar "apropriar-se" dos argumentos do adversario como se de seus se tratassem, ou seja "soma e segue", ou "vira o disco, toca o mesmo e segue o baile"... para ja' nao mencionar que tentam a todo o custo, e mormente atraves do vulturismo e mimetismo que lhes sao caracteristicos, "vestir as roupagens", "imitar as trancas" e "usar as mascaras" das vitimas de cuja personalidade, cultura e etnia se pretendem apropriar... e ate' mudam de voz, de sotaque e de diccao conforme a audiencia... dizem-se e tentam frequentemente fazer-se passar por "amigas" de quem mal conhecem, ou gabam-se de terem feito coisas na vida que na verdade nunca fizeram, para alem de passarem a vida a pretender falar "com autoridade" sobre factos e eventos que desconhecem totalmente, ja' para nao falar das suas constantes intromissoes abusivas na vida intima e privada de pessoas que nao conhecem de parte nenhuma!...)



Frieza e ausência de sentimentos // Manipulação e chantagem


Psicopatas são pessoas, acima de tudo, frias e insensíveis. Frias emocionalmente de tal forma que nada as faz se comoverem por algum tipo de dor ou sofrimento alheio. Via de regra, não demonstram qualquer tipo de afeto, amor ou carinho por outra pessoa, inclusive seus próprios familiares. Só o demonstram para conseguir algo. Não vão se importar se feriram ou não alguém, muito menos vão se chocar por algum acontecimento doloroso a outrem. Pelo contrário. Podem ver, ouvir e até mesmo cometer inúmeras crueldades sem ter a capacidade de sentir algum tipo de emoção com isso; qualquer tipo de sofrimento para outra pessoa, para eles, é simplesmente "normal". É exatamente por esta razão que muitos psicopatas assassinos são popularmente descritos como "sangue frio", sem emoção. Compaixão, dó, pena e altruísmo são palavras totalmente ausentes na área emocional do psicopata. Do ponto de vista emocional, nada os choca, nada os faz chorar por dó, tristeza ou compaixão em ver uma outra pessoa sofrer, seja da pior forma possível. É o caso do indivíduo que perde um irmão e apenas diz calmamente "que pena" e, logo em seguida, volta a fazer o que estava a fazer antes. São indivíduos excessivamente insensíveis. (e.g. "Ai, morreu? Quem era o gajo? eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e o pai dela morreu? eh, eh, eh, eh, eh, eh,"... "Ai e teve esgotamento? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e a outra ficou viuva e o outro ficou orfao?, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e lhes fizeram saco de pancadaria e lhes rejeitaram? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e lhes chegaram a roupa ao pelo e lhes deitaram na sarjeta? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e andam de bassula em bassula a dancar o milindro? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e lhes fizeram ataque pornografico? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e lhes arrastaram o nome na lama? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e lhes caluniaram e lhes fizeram campanha de difamacao na imprensa? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e ficaram sem casa? E sem emprego? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e andam a esmolar gazoza em dolares? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai, e dai?! Verdade ou mentira, nao interessa, e' tudo kulpa deles, kambada de vomitos e pobres e insignificantes criaturas rejeitadas, verdes e doentes items que merecem ser abortados, cometer um suicidio em grande estilo e ser esquartejados a catanada! Poooorrrrrraaaa!!!!"... eh, eh, eh, eh, eh, eh, eh!!!!!!!!! LOL.LOL.LOL.LOL.LOL.!!!!!!!!!!!!!")



Psicopatia feminina // Encanto superficial e sedução


Mulheres psicopatas não gostam de ser contrariadas ((e.g. gabam-se de, desde criancas, "fazerem birra por tudo e por nada") e, assim como os homens sociopatas, elas podem demonstrar frieza, agressividade ou insensibilidade sem que isso acarrete em culpa, arrependimento ou remorso. Elas têm necessidade em demonstrar grande poder ou controle sob certas pessoas ou situações. São controladoras, persuasivas, influenciadoras e muito sedutoras. Elas podem exibir além de um comportamento sedutor, comportamentos sexuais perversos, tais como sadomasoquismo, e fetiches perversos (CONFIRME AQUI). Podem ter um histórico de relacionamentos breves, que duram muito pouco, numerosos casos superficiais ou então vários parceiros do outro sexo ou não, ao mesmo tempo. Elas podem ser mulheres infiéis, que facilmente traem o cônjuge, ou então enamorar-se por puro interesse material, tais como homens ricos e poderosos. Para o psicopata, o sexo e a orientação sexual são apenas mais uma forma de manipulação, um de seus utensílios para conseguir seus objetivos. (e.g. vivem auto-convencidas de que todas as mulheres de 'raca' diferente da delas teem "complexos de inferioridade" em relacao a elas, inveja delas e "querem ser como elas" - seja pela cor da sua pele, pela "lisura" dos seus cabelos, pelo seu dito "elegante e irresistivel" corpo, seja pela sua suposta "cultura e inteligencia" - e nao suportam que essas mesmas mulheres assumam e defendam a sua identidade propria; posam como vamps e usam coleiras pretas e mascaras tradicionais africanas como "fetiches"; "espreitam por baixo dos panos" de mulheres negras para depois usarem o que viram para actos de voyerismo global totalmente manipulados por elas e apenas para seu proprio "deleite" e dos seus voyeurs, tentam apropriar-se das "escarificacoes genitais" dessas mesmas mulheres; se "especializam na motricidade dos corpos", apenas "dancam" com homens negros, coreografam bailes de cabaret ditos do sagrado e do profano com corpos semi-nus copiados e descontextualizados dos blogs de quem tentam imitar e, ao mesmo tempo que equiparam o seu corpo ao da Venus de Milo, ou da Jessica Rabbit, querem a qualquer custo apoderar-se e apropriar-se - "dominar, controlar, comandar, objectificar e escravizar" - da sexualidade de outras mulheres (..."mais uma voltinha?"... "problematika!"), em particular "as da raca dos homens de quem se fazem rodear para melhor poderem controlar a sexualidade destes"... enfim, tentam a todo o custo 'estabelecer' a sua "clara supremacia branca" sobre tudo e toda(o)s!)



[Mais detalhes aqui e... aki]


E DE ESKEBRA...


... COMO FABRICAR UM MONSTRO 'POS-COLONIAL'...


{Ou, provavelmente, "O Charme (in)Discreto da ex-Burguesia Colonial" - lembram-se do filme do Bunuel?...}


1. Pegue-se numa lourinha da media-alta burguesia colonial. Coloque-se-a, aos oito anos de idade, na academia local de ballet classico, como e' de 'bom gosto e bom tom' fazer-se com as 'meninas bem' das sociedades coloniais, para que elas "nao fiquem atras" das suas congeneres da metropole.

2. Aproveite-se a debandada dos colonos por altura da independencia e coloque-se a lourinha, aos quinze anos de idade, como directora da mesma academia, onde ela, por falta de competicao, challenges, e muito menos criticas, de colegas ou professore/as mais velho/as e mais experientes, nao so' nao aprimora a sua formacao basica, tanto tecnica como conceptual, cultural, espiritual e etica, moral ou humanistica, nem sedimenta quaisquer valores ou principios e menos ainda qualquer sensibilidade ou maturidade socio-politica, como comeca a desenvolver todos os tiques ditatorias de "prima doninha" e "vaquinha sagrada", ate' que... um grupo de "ingratos" emite um abaixo-assinado acusando-a de "praticas social e racialmente discriminatorias".

3. Nao tardara' muito e a loura, guiada pelos "mais elevados espiritas pos-coloniais", decide trocar as sapatilhas de ballet classico pela mascara da Mwana P(h)wo... e o resto... e' 'historia'!

4. Ou seja, a blonde bombshell decide criar uma privada 'companhia de danca contemporanea' a partir das cinzas da publica academia em que fez das suas a seu bel prazer, companhia essa que, va-se la' saber como e/ou porque, viria a ficar "falecida" durante cerca de 10 anos, ate' que... a loura e' confrontada com o primeiro challenge da sua dolce vitta sob a forma de alguns serios questionamentos por parte de uma "pobre e insignificante criatura", contra a qual por isso move uma sordida campanha em alianca com outros tantos sordidos personagens, mas gracas a qual e ao blog dessa mesma criatura consegue "reunir forcas" - nao sem usar, mais uma vez, a muleta dos seus paternus guias - para sair do seu letargico longo dolce fare niente e la' consegue fazer renascer das cinzas, qual Fenix, a tal companhia que apenas 'inclui' black men e para a qual obtem de mao beijada um volume de patrocinios inaudito no pais...

5. Depois e' so' ve-la tornar-se, do dia para a noite, "monstro sagrado da danca patrimonial nacional" (palmas por favor !), portadora do "mais alto galardao do estado pos-colonial" e (calem-se todos porra), "mae da danca contemporanea em Africa", "coreografa-em-chefe do CAN", "unico verdadeiro icone da danca em Angola, unico membro do conselho mundial da danca e unico item que nao merece ser abortado e muito menos suicidado em grande estilo ou esquartejado a catanada" e "mais angolana do que a angolanidade"!!!

6. Mas nao e' tudo: a loura, tendo sido sempre uma estudante mediocre e sem nunca ter completado o ensino medio formal, entra por portas travessas para a universidade local onde desconsegue de fazer o curso atraves do qual pretendia obter creditos de "ser pensante" (e' que isto de ser bailarina classica europeia, apenas porque os pais assim o quizeram e puderam e ainda por cima loura, tem as suas coisas...).

7. Vai dai, abala para uma qualquer universidade na ex-metropole onde se torna "mestre" e "doutoranda" em qualquer coisa ligada a motricidade humana, mas que tambem lhe permite vir a reclamar (desastradamente, diga-se de passagem...) creditos como "coreografa", "antropologa" "historiadora", "economista" e "critica literaria"!

8. E o monstro fica pronto quando, depois de ter dito e feito todas as patetices, ordinarices, ignorancias e mentiras descaradas aqui registadas, comeca arrogantemente a auto-designar-se "Dra." sem o ser, a auto-proclamar-se "grande especialista da cultura cokwe" e a mandar bocas destas: "(...) a dança não é instintiva, não é apenas recreativa, mas é uma área do saber tão académica e tão rigorosa como qualquer outra..."! [O facto e' que, mesmo que tal statement possa ser de algum modo "substanciado" numa qualquer versao talvez do dominio do "fantastico", ela sera' a ultima pessoa a poder demonstra-lo convincentemente, dado o seu background e a sua prestacao nos registos acima mencionados e linkados...]


E MAIS!!! PERMITE-SE PUBLICAR "TESTAMENTOS" COMO ESTE:


TESTAMENTO


… quero dançar, dançar sempre até me evaporar, até os meus pés e a minha alma se rasgarem em fragmentos que se espalharão pela terra de todas as vidas que vivi, de todas as vidas que pisei, de todas as vidas que construí e destruí. De todas as vidas que sonhei e nem conheci.

Que o céu me arranque os olhos castanhos e os faça azuis de mar e cinzentos de tempestade. Que os ogros me levem o coração inscrito de sinuosas cicatrizes. E que tu me guardes a pele transparente e inofensiva e dela faças uma janela para coar o sol. O meu sol.

E que a raiva do meu corpo, te deite brutalmente sobre a areia de uma praia qualquer, onde te arrancarei a roupa e os complexos, onde te amputarei o génio e a identidade, onde te extirparei a serenidade e o sorriso, para te possuir, selvagem, extinguindo-me na vontade de te engolir para sempre.

Na intensidade de um orgasmo lúgubre, conseguirei então o que desejo, afinal, e que há de mais belo em ti:

a tua alma pura e frágil!..



[AQUI]



E PRONTO, COM SEXO, VENALIDADE E DECADENCIA q.b. A MISTURA - mais o "apoio incondicional" do regime e estruturas governamentais (nomeadamente o Ministerio da Cultura para o qual diz trabalhar ha' 33 anos...) "contra" os quais de vez em quando "manda umas bocas" para ingles ver e ouvir e para "conquistar a oposicao e, em particular, os intelectuais activistas do social" - AI' TEEM O PERFEITO MONSTRO 'POS-COLONIAL'... ABSOLUTAMENTE IRRESISTIVEL... ENJOY!


[Postado inicialmente aqui]









Posts relacionados:


Olhares ao Espelho

Dama de Xangai

Afinale?!

Amizade, Amizade... Para Que Te Quero?

"Parafraseando"

"Problematika"

Reflectindo

Media Freedom(s) Quo Vadis?





Bravo!!!.... & .... Lol!!!
E' ke... Deus e' Poderoizo!!!




Caracteristicas Resumidas e Curiosidades...


Os Psicopatas e o Poder // Incorregibilidade e ausência de remorso


Pelo fato de gostarem da sensação de poder, serem muito persuasivos e não medirem esforcos para atingir seus objetivos, os psicopatas ascedem muito rápido em suas profissões (e.g. agem como agentes tanto do poder colonial, como do neo-colonial, tornam-se directoras de escolas de danca aos 15 anos de idade, fazem questao de serem designadas "coreografas-em-chefes e maes da danca contemporanea em Africa", e tendo sido fabricadas pelo p(h)oder e indo com ele para a cama, fazem o seu jogo sem quaisquer pudores ou escrupulos ao mesmo tempo que piscam o olho a "oposicao" - mas so' aquela junto da qual se pretendem fazer passar a qualquer preco como "intelectuais"); por isso é comum que esses indivíduos ocupem importantes cargos ligados a mídia e a política (e.g. enquanto eles tornam-se kabungados e minions sub-directores e colunistas em pasquins novo-jornaleiros, elas sao capazes de lutar para aparecerem na capa de revistas como a Vanity Fair e, enquanto nao o conseguem, obteem toda a media frenzy que bem querem e lhes apetece sem qualquer questionamento publico). Não é raro encontrar esses indivíduos em capas de grandes revistas e, também, no editorial dessas mesmas revistas (e.g. idem, idem, aspas, aspas...). Eles, geralmente, gostam de estar em destaque e ajudar determinadas pessoas ou grupos econômicos, apenas por benefício próprio (e.g. obter premios monetarios e patrocinios publicitarios, enquanto manipulam, usam e abusam da confianca de pessoas que dizem "ajudar", de preferencia negras para posarem perante a sociedade como "santas nao racistas" e depois, mesmo que na realidade devam mais a tais pessoas do que estas a elas e na verdade facam pouco mais do que denegri-las, difama-las, injuria-las e sabotar-lhes a vida by all means necessary (!), chantageam-nas e vao propalar aos quatro ventos que essas pessoas "debicaram no seu prato" e que, por isso, lhes devem "eterna gratidao e total subserviencia" para o resto da vida"... ). Por outro lado, os psicopatas denigrem e aniquilam aqueles que tentam desmascará-los (e.g. aqueles que, por lhes terem retirado a maskara da P(h)wo, designam de "pobres e insignificantes criaturas rejeitadas", entre outros similares encomios - e.g. "isto nao e' um icone, e' um item que merece ser abortado!"... - e a quem desejam que cometam "um suicidio em grande estilo", ou a quem ameacam de "esquartejamento a catanada", etc., etc., etc.). Por não sentirem remorso, nem compaixão, os indivíduos com personalidade antissocial não se importam se seus atos irão prejudicar um determinado grupo de pessoas ou até mesmo uma nação (e.g. mesmo se, e sobretudo, alguns grupos de pessoas dessa mesma nacao lhes dirijam abaixo-assinados acusando-as de racismo e outras praticas anti-sociais, fazem questao de dizer que teem "as costas largas"!).




Egoísmo e egocentrismo // Vazio existencial e tendência ao tédio


Como psicopatas são seres incapazes de sentir sentimentos calorosos por outros seres humanos - tais como o amor, altruísmo, generosidade, humildade e pena - eles não conseguem amar outras pessoas; não ao menos da mesma forma que a maioria das pessoas consegue. Como o antissocial é egoísta e ausente de sentimentos bons para com outros, eles frequentemente também exibem possessividade não somente num relacionamento íntimo, mas também em todos aspectos de sua vida. Essa possessividade geralmente gera no psicopata um outro sentimento: a inveja. Por isso, são frequentes invejosos embora possam não demonstrar isso claramente. Pelo contrário, são eles que se fazem de genuínos, que não invejam nada nem ninguém, ou que apenas sentem uma "inveja boa". Enquanto isso, desejam mal às outras pessoas que conquistaram algum determinado ideal pela qual o psicopata também anseia; e às escondidas artimanham planos para arruinar tais conquistas. Isso porque querem tudo apenas para si e se vêem como donos do universo; o mundo é visto, por eles, como ao redor de seu próprio umbigo (egocentrismo exacerbado). (e.g. inventam "circulos restritos" que alegam ser "exclusivamente seus", comportam-se como 'prima donnas e vacas sagradas', dizem-se "unicos items que nao merecem ser abortados", e nao so' praticam todos os actos de inveja e odio listados por S. Tomas de Aquino, como quando "desconseguem de ser economistas e/ou poetas" tentam a todo o custo imitar e ao mesmo tempo desacreditar aquela a quem invejam por o ter conseguido, chamando-a, ridicula e pateticamente, por entre uma serie de lols idioticos e tristes, enfim, esquizofrenicos e psicopaticos, "macaca de imitacao que chega a escola e nao sabe a licao"... e para preencherem o seu vazio existencial e matarem o seu tedio, dedicam-se ao vulturismo cultural!)



Mentiras e comportamento fantasioso // Emoções superficiais e teatralidade


Psicopatas usam a mentira como mais uma ferramenta para seus objetivos. Exatamente por isso, eles não usam a mentira da mesma forma que as outras pessoas usam e sim usam-na como ferramenta de trabalho. São tão racionais que planejam muito bem suas mentiras, a ponto de que conseguem mentir olhando nos olhos e demonstrando atitudes calmas e típicas de quem está falando a mais brilhante verdade, quando na realidade, não passam de grandes mentiras. Tais mentiras muitas vezes são caracterizadas por histórias muito bem detalhadas e minuciosas, a ponto que as outras pessoas nem se quer desconfiam de que tudo não passa de um teatro, por isso, raramente suas mentiras são descobertas. Entretanto, quando isto acontece, eles podem negar até a morte que tudo não passa de uma farsa, mesmo que tudo e todos provem o contrário. Também podem mostrar-se totalmente indiferentes à descoberta, ou admitirem mas inventam alguma desculpa encobrindo a outra mentira. Eles também apresentam um comportamento fantasioso que frequentemente muda. Eles são tidos como camaleões sociais, porque estão em constante mudanças socialmente. Eles geralmente mudam de comportamento conforme pessoa, mais especificamente, conforme o que a pessoa quer. Então, é comum terem diversos comportamentos diferentes com diferentes pessoas. Isso também ocorre porque são indivíduos que levam uma vida dupla: socialmente são vistos como os ingênuos inocentes, quando na verdade escondem um lado negro e obscuro. (e.g. "defendem ideias e posicionamentos" de que imediatamente se descartam quando os seus argumentos sao derrotados, porem, jamais admitindo a derrota, passam imediatamente a tentar "apropriar-se" dos argumentos do adversario como se de seus se tratassem, ou seja "soma e segue", ou "vira o disco, toca o mesmo e segue o baile"... para ja' nao mencionar que tentam a todo o custo, e mormente atraves do vulturismo e mimetismo que lhes sao caracteristicos, "vestir as roupagens", "imitar as trancas" e "usar as mascaras" das vitimas de cuja personalidade, cultura e etnia se pretendem apropriar... e ate' mudam de voz, de sotaque e de diccao conforme a audiencia... dizem-se e tentam frequentemente fazer-se passar por "amigas" de quem mal conhecem, ou gabam-se de terem feito coisas na vida que na verdade nunca fizeram, para alem de passarem a vida a pretender falar "com autoridade" sobre factos e eventos que desconhecem totalmente, ja' para nao falar das suas constantes intromissoes abusivas na vida intima e privada de pessoas que nao conhecem de parte nenhuma!...)



Frieza e ausência de sentimentos // Manipulação e chantagem


Psicopatas são pessoas, acima de tudo, frias e insensíveis. Frias emocionalmente de tal forma que nada as faz se comoverem por algum tipo de dor ou sofrimento alheio. Via de regra, não demonstram qualquer tipo de afeto, amor ou carinho por outra pessoa, inclusive seus próprios familiares. Só o demonstram para conseguir algo. Não vão se importar se feriram ou não alguém, muito menos vão se chocar por algum acontecimento doloroso a outrem. Pelo contrário. Podem ver, ouvir e até mesmo cometer inúmeras crueldades sem ter a capacidade de sentir algum tipo de emoção com isso; qualquer tipo de sofrimento para outra pessoa, para eles, é simplesmente "normal". É exatamente por esta razão que muitos psicopatas assassinos são popularmente descritos como "sangue frio", sem emoção. Compaixão, dó, pena e altruísmo são palavras totalmente ausentes na área emocional do psicopata. Do ponto de vista emocional, nada os choca, nada os faz chorar por dó, tristeza ou compaixão em ver uma outra pessoa sofrer, seja da pior forma possível. É o caso do indivíduo que perde um irmão e apenas diz calmamente "que pena" e, logo em seguida, volta a fazer o que estava a fazer antes. São indivíduos excessivamente insensíveis. (e.g. "Ai, morreu? Quem era o gajo? eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e o pai dela morreu? eh, eh, eh, eh, eh, eh,"... "Ai e teve esgotamento? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e a outra ficou viuva e o outro ficou orfao?, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e lhes fizeram saco de pancadaria e lhes rejeitaram? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e lhes chegaram a roupa ao pelo e lhes deitaram na sarjeta? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e andam de bassula em bassula a dancar o milindro? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e lhes fizeram ataque pornografico? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e lhes arrastaram o nome na lama? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e lhes caluniaram e lhes fizeram campanha de difamacao na imprensa? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e ficaram sem casa? E sem emprego? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai e andam a esmolar gazoza em dolares? eh, eh, eh, eh, eh, eh!"... "Ai, e dai?! Verdade ou mentira, nao interessa, e' tudo kulpa deles, kambada de vomitos e pobres e insignificantes criaturas rejeitadas, verdes e doentes items que merecem ser abortados, cometer um suicidio em grande estilo e ser esquartejados a catanada! Poooorrrrrraaaa!!!!"... eh, eh, eh, eh, eh, eh, eh!!!!!!!!! LOL.LOL.LOL.LOL.LOL.!!!!!!!!!!!!!")



Psicopatia feminina // Encanto superficial e sedução


Mulheres psicopatas não gostam de ser contrariadas ((e.g. gabam-se de, desde criancas, "fazerem birra por tudo e por nada") e, assim como os homens sociopatas, elas podem demonstrar frieza, agressividade ou insensibilidade sem que isso acarrete em culpa, arrependimento ou remorso. Elas têm necessidade em demonstrar grande poder ou controle sob certas pessoas ou situações. São controladoras, persuasivas, influenciadoras e muito sedutoras. Elas podem exibir além de um comportamento sedutor, comportamentos sexuais perversos, tais como
sadomasoquismo, e fetiches perversos (CONFIRME AQUI). Podem ter um histórico de relacionamentos breves, que duram muito pouco, numerosos casos superficiais ou então vários parceiros do outro sexo ou não, ao mesmo tempo. Elas podem ser mulheres infiéis, que facilmente traem o cônjuge, ou então enamorar-se por puro interesse material, tais como homens ricos e poderosos. Para o psicopata, o sexo e a orientação sexual são apenas mais uma forma de manipulação, um de seus utensílios para conseguir seus objetivos. (e.g. vivem auto-convencidas de que todas as mulheres de 'raca' diferente da delas teem "complexos de inferioridade" em relacao a elas, inveja delas e "querem ser como elas" - seja pela cor da sua pele, pela "lisura" dos seus cabelos, pelo seu dito "elegante e irresistivel" corpo, seja pela sua suposta "cultura e inteligencia" - e nao suportam que essas mesmas mulheres assumam e defendam a sua identidade propria; posam como vamps e usam coleiras pretas e mascaras tradicionais africanas como "fetiches"; "espreitam por baixo dos panos" de mulheres negras para depois usarem o que viram para actos de voyerismo global totalmente manipulados por elas e apenas para seu proprio "deleite" e dos seus voyeurs, tentam apropriar-se das "escarificacoes genitais" dessas mesmas mulheres; se "especializam na motricidade dos corpos", apenas "dancam" com homens negros, coreografam bailes de cabaret ditos do sagrado e do profano com corpos semi-nus copiados e descontextualizados dos blogs de quem tentam imitar e, ao mesmo tempo que equiparam o seu corpo ao da Venus de Milo, ou da Jessica Rabbit, querem a qualquer custo apoderar-se e apropriar-se - "dominar, controlar, comandar, objectificar e escravizar" - da sexualidade de outras mulheres (..."mais uma voltinha?"... "problematika!"), em particular "as da raca dos homens de quem se fazem rodear para melhor poderem controlar a sexualidade destes"... enfim, tentam a todo o custo 'estabelecer' a sua "clara supremacia branca" sobre tudo e toda(o)s!)



[Mais detalhes aqui e... aki]


E DE ESKEBRA...


... COMO FABRICAR UM MONSTRO 'POS-COLONIAL'...


{Ou, provavelmente, "O Charme (in)Discreto da ex-Burguesia Colonial" - lembram-se do filme do Bunuel?...}


1. Pegue-se numa lourinha da media-alta burguesia colonial. Coloque-se-a, aos oito anos de idade, na academia local de ballet classico, como e' de 'bom gosto e bom tom' fazer-se com as 'meninas bem' das sociedades coloniais, para que elas "nao fiquem atras" das suas congeneres da metropole.

2. Aproveite-se a debandada dos colonos por altura da independencia e coloque-se a lourinha, aos quinze anos de idade, como directora da mesma academia, onde ela, por falta de competicao, challenges, e muito menos criticas, de colegas ou professore/as mais velho/as e mais experientes, nao so' nao aprimora a sua formacao basica, tanto tecnica como conceptual, cultural, espiritual e etica, moral ou humanistica, nem sedimenta quaisquer valores ou principios e menos ainda qualquer sensibilidade ou maturidade socio-politica, como comeca a desenvolver todos os tiques ditatorias de "prima doninha" e "vaquinha sagrada", ate' que... um grupo de "ingratos" emite um abaixo-assinado acusando-a de "praticas social e racialmente discriminatorias".

3. Nao tardara' muito e a loura, guiada pelos "mais elevados espiritas pos-coloniais", decide trocar as sapatilhas de ballet classico pela mascara da Mwana P(h)wo... e o resto... e' 'historia'!

4. Ou seja, a blonde bombshell decide criar uma privada 'companhia de danca contemporanea' a partir das cinzas da publica academia em que fez das suas a seu bel prazer, companhia essa que, va-se la' saber como e/ou porque, viria a ficar "falecida" durante cerca de 10 anos, ate' que... a loura e' confrontada com o primeiro challenge da sua dolce vitta sob a forma de alguns serios questionamentos por parte de uma "pobre e insignificante criatura", contra a qual por isso move uma sordida campanha em alianca com outros tantos sordidos personagens, mas gracas a qual e ao blog dessa mesma criatura consegue "reunir forcas" - nao sem usar, mais uma vez, a muleta dos seus paternus guias - para sair do seu letargico longo dolce fare niente e la' consegue fazer renascer das cinzas, qual Fenix, a tal companhia que apenas 'inclui' black men e para a qual obtem de mao beijada um volume de patrocinios inaudito no pais...

5. Depois e' so' ve-la tornar-se, do dia para a noite, "monstro sagrado da danca patrimonial nacional" (palmas por favor !), portadora do "mais alto galardao do estado pos-colonial" e (calem-se todos porra), "mae da danca contemporanea em Africa", "coreografa-em-chefe do CAN", "unico verdadeiro icone da danca em Angola, unico membro do conselho mundial da danca e unico item que nao merece ser abortado e muito menos suicidado em grande estilo ou esquartejado a catanada" e "mais angolana do que a angolanidade"!!!

6. Mas nao e' tudo: a loura, tendo sido sempre uma estudante mediocre e sem nunca ter completado o ensino medio formal, entra por portas travessas para a universidade local onde desconsegue de fazer o curso atraves do qual pretendia obter creditos de "ser pensante" (e' que isto de ser bailarina classica europeia, apenas porque os pais assim o quizeram e puderam e ainda por cima loura, tem as suas coisas...).

7. Vai dai, abala para uma qualquer universidade na ex-metropole onde se torna "mestre" e "doutoranda" em qualquer coisa ligada a motricidade humana, mas que tambem lhe permite vir a reclamar (desastradamente, diga-se de passagem...) creditos como "coreografa", "antropologa" "historiadora", "economista" e "critica literaria"!

8. E o monstro fica pronto quando, depois de ter dito e feito todas as patetices, ordinarices, ignorancias e mentiras descaradas aqui registadas, comeca arrogantemente a auto-designar-se "Dra." sem o ser, a auto-proclamar-se "grande especialista da cultura cokwe" e a mandar bocas destas: "(...) a dança não é instintiva, não é apenas recreativa, mas é uma área do saber tão académica e tão rigorosa como qualquer outra..."! [O facto e' que, mesmo que tal statement possa ser de algum modo "substanciado" numa qualquer versao talvez do dominio do "fantastico", ela sera' a ultima pessoa a poder demonstra-lo convincentemente, dado o seu background e a sua prestacao nos registos acima mencionados e linkados...]


E MAIS!!! PERMITE-SE PUBLICAR "TESTAMENTOS" COMO ESTE:


TESTAMENTO


… quero dançar, dançar sempre até me evaporar, até os meus pés e a minha alma se rasgarem em fragmentos que se espalharão pela terra de todas as vidas que vivi, de todas as vidas que pisei, de todas as vidas que construí e destruí. De todas as vidas que sonhei e nem conheci.

Que o céu me arranque os olhos castanhos e os faça azuis de mar e cinzentos de tempestade. Que os ogros me levem o coração inscrito de sinuosas cicatrizes. E que tu me guardes a pele transparente e inofensiva e dela faças uma janela para coar o sol. O meu sol.

E que a raiva do meu corpo, te deite brutalmente sobre a areia de uma praia qualquer, onde te arrancarei a roupa e os complexos, onde te amputarei o génio e a identidade, onde te extirparei a serenidade e o sorriso, para te possuir, selvagem, extinguindo-me na vontade de te engolir para sempre.

Na intensidade de um orgasmo lúgubre, conseguirei então o que desejo, afinal, e que há de mais belo em ti:

a tua alma pura e frágil!..



[AQUI]



E PRONTO, COM SEXO, VENALIDADE E DECADENCIA q.b. A MISTURA - mais o "apoio incondicional" do regime e estruturas governamentais (nomeadamente o Ministerio da Cultura para o qual diz trabalhar ha' 33 anos...) "contra" os quais de vez em quando "manda umas bocas" para ingles ver e ouvir e para "conquistar a oposicao e, em particular, os intelectuais activistas do social" - AI' TEEM O PERFEITO MONSTRO 'POS-COLONIAL'... ABSOLUTAMENTE IRRESISTIVEL... ENJOY!


[Postado inicialmente aqui]









Posts relacionados:


Olhares ao Espelho

Dama de Xangai

Afinale?!

Amizade, Amizade... Para Que Te Quero?

"Parafraseando"

"Problematika"

Reflectindo

Media Freedom(s) Quo Vadis?


No comments: