Thursday, 6 September 2007

LUCIANO PAVAROTTI (R.I.P.)

Penso che una vita per la musica sia una vita spesa bene ed è a questo che mi sono dedicato.

I think a life in music is a life beautifully spent and this is what I have devoted my life to.

Luciano Pavarotti (1935 - 2007)

The Thrill is Gone (Luciano Pavarotti/ BB King)

Penso che una vita per la musica sia una vita spesa bene ed è a questo che mi sono dedicato.

I think a life in music is a life beautifully spent and this is what I have devoted my life to.

Luciano Pavarotti (1935 - 2007)

The Thrill is Gone (Luciano Pavarotti/ BB King)

6 comments:

Denudado said...

Excelente homenagem a Pavarotti foi esta de o mostrar em dueto com um outro grande cantor, B . B. King. Aqui os temos, lado a lado: um dos maiores cantores de ópera de sempre e um dos maiores cantores de blues de sempre. Obrigado, Koluki.

Pavarotti não era um snob que desprezasse as outras formas de música, ditas populares. Reconhecia-lhes o seu próprio valor, participando nelas sem ceder um só milímetro à vulgaridade. Respeitou os outros e a sua arte, ao mesmo tempo que se deu a respeitar a si próprio e à sua própria arte. Foi um grande cantor e um grande homem.

Sailor Girl said...

May he rest in peace.

Koluki said...

Obrigada eu Denudado. De facto, com tantas obras mais representativas e talvez mais apropriadas para este momento de despedida, nao sabia muito bem como e' que esta escolha seria entendida... Mas reconforta-me saber que, como nao podia deixar de ser, o Denudado captou bem o espirito desta escolha. E penso que o grande tenor tambem nao lhe torceria o nariz... Vida, joie de vivre, largueza de sentimentos, humanidade, foi o que ele transmitiu sempre e e' tambem esse o espirito da musica do BB King - a quem aprecio e valorizo mais como guitarrista do que como cantor; nao que ele nao seja um bom cantor, mas e' muito mais do que um bom guitarrista: e' simplesmente o maior guitarrista de Blues! E aqui ficaram registados os dois artistas utilizando no seu melhor os instrumentos nos quais se notabilizaram por absoluta excelencia de performance, respectivamente a voz e a guitarra.
Caso para se dizer que, infelizmente, o "thrill is gone" com a ida do Pavarotti.

Canadiano said...

Realmente uma grande perda para a musica universal.

Denudado said...

Koluki, eu comecei por escrever: «...um dos maiores cantores de ópera de sempre e um dos maiores intérpretes e autores de blues de sempre.» Quando li o que escrevi, pareceu-me que Pavarotti ficava diminuído, ao ser chamado apenas «cantor», em comparação com B. B. King, que era chamado «intérprete e autor». Por isso corrigi o texto e chamei «cantor» ao B. B. King também.

Do B. B. King, tenho apenas uma cassete áudio velhíssima, mas ainda em condições bastantes razoáveis, com a gravação de um concerto que ele deu aos reclusos de uma prisão do Texas. "The Thrill Is Gone" é uma das peças que constam da gravação. O concerto é muito interessante, por causa da interacção entre B. B. King e o seu especialíssimo auditório, na qual o bluesman se revela um ser humano muito sensível, sem ser piegas. À sua guitarra, B. B. King chama-lhe Lucille...

Mudando de assunto: ontem à noite vi na RTP 2 o filme "Oxalá Cresçam Pitangas", Histórias de Luanda de Kiluanje Liberdade e Ondjaki, que ainda não tinha visto. Gostei muito do filme, que nos dá um retrato da luta pela sobrevivência no dia-a-dia dos habitantes de Luanda. Sem bonitinhos, o filme faz-nos entrar um pouco na vida de pessoas que a Koluki conhece muitíssimo melhor do que eu, com todas as suas qualidades e defeitos: espontâneas, comunicativas, desorganizadas, sonhadoras, indisciplinadas, optimistas, etc. Uma gente assim vai acabar por fazer grandes coisas, tenho a certeza absoluta.

Koluki said...

Oh Denudado... :-)
Acho engracada essa sua explicacao... como se um cantor e interprete de opera como o Pavarotti pudesse alguma vez ser diminuido por ser chamado "apenas cantor"... mesmo se ao lado do BB King. A voz do Pavarotti vale por mil cantores! Anyway, nao leve a mal este reparo, porque e' com o melhor dos bons espiritos.
Ha' na website oficial do BB King (http://www.bbking.com/) um video de um outro maravilhoso dueto sobre "The Thrill Is Gone" que ele fez com a Tracy Chapman, onde a voz desta aparece mais 'bluesy' do que nunca - a nao perder!

Quanto ao "Oxala' Crescam Pitangas", continuo a espera que o meu amigo Luis que prometeu enviar-mo de Lisboa ha' seculos cumpra o prometido...
Agora, sobre os defeitos e qualidades das pessoas nele retratadas, assumindo que elas podem ser tidas como uma amostra representativa do universo dos Angolanos (estou apenas a presumir), eu diria que nos os Angolanos em geral sempre fomos capazes de grandes coisas! Mas o prublema qu'estamos kum ele e' que nos falta muito mais disciplina, muito mais organizacao e... muito melhor lideranca - nao me refiro apenas a lideranca politica, mas a lideranca em todos os sectores de actividade - para realmente fazermos mais e melhor.
Um outro problema, e nao menos importante, e' a sistematica castracao da criatividade e do espirito empreendedor da maioria por certos sectores dominantes que se julgam senhores de tudo e de todos, inclusive' dessa mesma criatividade e, acima de tudo, da nossa individualidade e identidade!
Ja' agora, sugeria-lhe que, caso nao o tenha feito antes, leia a entrevista do Kiluanji Liberdade ao Publico que ha' tempos aqui postei.
Um abraco!