Sunday, 7 October 2007

SOBRE A PRISAO DO JORNALISTA GRACA CAMPOS (I)




LER COMUNICADO DO SA E BACKGROUND DO CASO AQUI.




LER COMUNICADO DO SA E BACKGROUND DO CASO AQUI.

22 comments:

Kaluanda said...

Venho apenas deixar o meu abraço de solidariedade, ao Graça Campos, a si e a todos os jornalistas angolanos que sempre estiveram na linha da frente da rectidão, coragem e patriotismo.
Venceremos!

Koluki said...
This comment has been removed by the author.
Anonymous said...

Força e coragem para todos os Angolenses seja lá de que raça ou origem forem são também os meus votos!
Mas meus irmãos e irmãs, favor não esquecer que há por aí muito aprendiz de Chipilica, boçal, matumbo e LACAIO muito fiel ao seu dono que como bom OPORTUNISTA tenta agora colar-se a uma causa que nunca foi deles. Cuidado com os infiltrados, muito cuidado!! Olha que são esses “impustores” que fazem os tais "sindicatos luso-angolanos".
Mas de qualquer geito PARABÉNS porque já mostraram e demonstraram que força aí é que não falta!!!

Koluki said...

Caro Anonimo:
Sobre isso partilho a filosofia do Carrasquinha: "cada um entorta a sua vida como e quando quiser"... So' que, infelizmente, ha' por ai muito 'filho da patria' que ja' nasceu torto e nunca tomou suficiente xa' de kaxinde para ter a minima ideia do que significa RECTIDAO na vida!
Mas vamos fazer mais cumu entao se essa e' mesmo a INVERSAO DE VALORES que estamos cum ela?!

Anonymous said...

Inteiramente de acordo Koluki. Eu só estava a aconselhar cuidado para que a amiga evite dar pérolas a porcos, como por vezes acontece. Até porque essas tristes figuras têm tudo menos vergonha na cara.
Katé!

AR said...

Um pouco de humor no meio de toda essa tristeza:

Diz a lenda que Paulo Tchipilica, ao chegar em casa, ouviu um barulho estranho vindo do seu quintal. Chegando lá, constatou haver um ladrão tentando levar seus patos de criação. Aproximou-se vagarosamente do indivíduo e, surpreendendo-o ao tentar pular o muro com seus amados patos, disse-lhe:

- Oh, bucéfalo anácroto! Não o interpelo pelo valor intrínseco dos bípedes
palmípedes, mas sim pelo ato vil e sorrateiro de profanares o recôndito da minha habitação, levando meus ovíparos à sorrelfa e à socapa. Se fazes isso por necessidade, transijo; mas se é para zombares da minha elevada prosopopéia de cidadão digno e honrado, dar-te-ei com minha bengala fosfórica bem no alto da tua sinagoga, e o farei com tal ímpeto que te reduzirei à qüinquagésima potência do que o vulgo denomina nada.

E o ladrão, confuso, diz:
- Doutor, eu levo ou deixo os patos?

Koluki said...

Amigo Anonimo: Embora eu saiba bem que ha' muitos 'porcos' que venhem aqui todos os dias, a sorrelfa e a socapa, 'chafurdar' nas minhas perolas, eu nao tenho nenhuma inclinacao para dar perolas a porca/os assim so' d'abuso... O que aconteceu foi que, no exercicio de uma tarefa que se pretendia para o beneficio da Lingua Portuguesa no "mundo global", tropecei acidentalmente com alguns que teem o mau habito (como e' proprio da especie...) de confundir tomada de electricidade com focinho de porco, mas assim que me apercebi da pocilga em que me estava a meter, tratei imediatamente de lhes cortar a energia! Pena que por causa disso, terao pago alguns inocentes, mais c'est ca la vie au village...

AR: LOLLL
Obrigadissima pela contribuicao humoristica! Mas antes que o 'dignissimo' Dr. Tchipilica se lembre tambem de processar este blog, convem notar que essa anedota e' legendaria e tem sido aplicada a varios nomes - normalmente a figuroes conhecidos pelos seus 'preciosismos linguisticos', ou 'prosopopeias fosforicas', ou "kaxiputismos" (como diria o tio fiticero dos 4 costados da VDV...)
Bjs.

VDV said...

Hey camarada! O meu tio é fiticero dos 3 costados… do 4o. ele é padre!
Mas minha irmã, agora a sério, eu e a tua amiga Bató já tivemos os nossos desaguisados aqui no nosso blog, mas há uma coisa em que concordo inteiramente com ela, quando ela dizia uma vez algo como “os que querem o mal da Ana e deste blog estão todos mortos de inveja” ou coisa parecida e aconselhava-te a ignorá-los. E é isso que também te aconselho agora porque está mais que visto que qualquer passo que dês nessa dita lusosfera só te trás inimigos que não demonstram nenhuma outra motivação senão a mais doentia e verde inveja!
Basta ver que apareceram todos de uma vez no tal blog do tal matumbo, boçal e “impustor” só para apanharem a boleia da publicidade no GVO que tu lhe deste! E ainda por cima a insultarem-te gratuitamente?! Mas isso é gente que mereça alguma fracção de segundo do teu tempo? Essa gente é DOENTE!!
Dá-lhes apenas o desprezo que merecem e mais nada…

Beijinhos e bom fim de semana!

Koluki said...

VDV, minha irma, obrigada pelo encorajamento e 'aconselhamento'.

Mas uma coisa que vos parece estar a escapar e' que eu nao preciso de dar passo nenhum nessa tal dita lusosfera... a forma como eles agiram nesse caso que mencionas apenas demonstra isso. E foi a mesma forma como agiram atraves das "Anas, Joans, Typatekas" e outra/os que tais noutros blogs que nem sequer pertencem a lusosfera!!!

Eles querem PURA E SIMPLESMENTE CALAR-ME DE UMA VEZ POR TODAS, SEJA LA' ONDE OU SOBRE O QUE FOR!!!

- Sao RACISTAS que so' nao fazem guerra a preta/os lacaios e que lhes sejam subservientes! Ou sao eles mesmos os tais pretos lacaios ao servico dos seus donos!

- Sao PORNOGRAFA/os que so' nao violam e tentam sujar a reputacao de pretas que nao tenham personalidade propria!

- Sao XENOFOBOS que nao suportam a ideia de eu estar a viver na Europa!!!

- Sao "ANGOLOFOBOS" que nao suportam a ideia de eu poder ter algo a dizer sobre Angola e muito menos em foruns de lingua inglesa - Vao la' espreitar ao blogroll do Africanpath para ver que blogs 'Angolanos' e' que la' estao listados e vejam quem dentre eles tem REALMENTE participado la' com artigos e comentarios...

- Neste momento sao brasileiros que controlam o portugues no GVO, mas assim que eles encontrarem um Portugues, ou soi-disant "luso-angolano" para me substituir, vais ver como eles nao lhe vao fazer guerra nenhuma e ate' vao comecar a escrever em Ingles e tudo....

Portanto, nao e' questao de eu perder ou nao o meu tempo... O tempo que eu perco na blogosfera e' com o meu blog e a ler alguns outros. Quer o Africanpath, o GVO e o Szavanna tiveram a iniciativa de me convidar a participar e eu tive o "azar" de aceitar... mais NADA!!!

Olha, e' melhor eu nem sequer continuar...

Beijinhos tambem para ti e bom fim de semana!

Koluki said...

E MAIS:

- Sao MISOGENOS que nao suportam a ideia de que uma MULHER, e ainda por cima NEGRA, seja mais e melhor qualificada do que eles e que acima de tudo consiga fazer um blog MUITO MELHOR que os deles todos juntos!!!

Portanto, poe bem ODIO E INVEJA nisso tudo...

Anonymous said...

Querida amiga Koluki,

Sinto por si porque realmente é bastante triste e penoso observar o que se tem passado e o nível de inveja, ódio, racismo e perseguição que este seu blog e as suas idéias têm estado a provocar contra a sua pessoa. Infelizmente, já tenho idade suficiente para dizer que já vi esse filme muita vez no tempo colonial e olhe que sou mestiço. Sinceramente pensava que esse período negro da nossa história já estive ultrapassado em definitivo, ou que pelo menos as senhoras fossem poupadas, pelo menos públicamente, mas perante a abundância das evidências tenho que admitir que não é o caso, infelizmente.
Agora há uma coisa que também tem que ser dita. É o seguinte: não que concorde a 100% com a perspectiva histórica apresentada pelo doutor Eugénio Ferreira naquele artigo que aqui colocou a dias, mas há coisas que me fazem pensar que ele lá terá alguma razão. Senão vejamos, a amiga cobriu 3 blogues no GVO, 2 de sujeitos brancos e 1 de um negro - qual foi o que demonstrou uma completa falta de princípios? Os outros dois pelo menos tiveram a decência de vir aqui agradecer! Isso não lhediz nada?
Minha amiga, sejamos todos contra o racismo mas, por favor, de vez em quando temos que dar o braço a torcer perante determinados factos. Desculpe-me se a ofendo com isto, mas é o que eu sinto e também manifestei no tal blog que é escusado mencionar, até porque já teve muita publicidade desmerecida.
Um grande abraço deamizade e votos de um fim de semana cheio de alegria!

P.S. - Desculpe não meidentificar aqui, mas creio que pode fazer uma idéia de quem sou através dos meus emails.

Koluki said...

Caro amigo,

Em primeiro lugar fico-lhe muito agradecida pela sensibilidade e solidariedade manifestadas.
No que toca a “repeticao da historia” isso e’, para mal dos nossos pecados, uma realidade incontornavel perante o assalto neo-colonial a que Angola esta’ sujeita neste momento. O colonialismo e os seus sucedaneos teem uma ideologia, um discurso e uma pratica muito proprias e o que observamos e’ apenas a sua concretizacao… Preferia nao estar no caminho dos seus defensores e praticantes, mas infelizmente nao o posso evitar (ate' porque eles e' que venhem ter comigo, directa ou indirectamente...) e tenho que ser capaz de aguentar as suas consequencias, ou pelo menos e’ o que tento fazer.
Agora, quanto ao que diz sobre as ideias de Eugenio Ferreira, nao posso deixar de discordar de si.
Explico-me: infelizmente tenho que confessar que algumas das situacoes mais graves e embaracosas a que ja’ fui sujeita na minha ‘vida publica’, foram-me infligidas por negros, mais precisamente negros Angolanos e Mocambicanos… Mas em relacao a isso, devo dizer que tive o previlegio de trabalhar num contexto em que me foi possivel fazer comparacoes e discernir sobre a diferenca de comportamentos que pude observar. Refiro-me a SADC onde trabalhei (como conselheira tecnica internacional, i.e. recrutada por uma empresa internacional de recursos humanos e seleccionada atraves de concurso publico internacional a partir da Europa e nao ‘indicada’ por nenhum pais membro, tendo ja’ antes disso trabalhado na regiao com uma Consultoria Internacional Americana… o que, associado ao “facto” com que agora tambem me vejo confrontada na ‘lusosfera’ de repentinamente ja’ “nao ser Angolana”, tambem contribuiu para muitos dos problemas que la’ tive que enfrentar, mas isso e’ outra historia…) e convivi com individuos de todos os 14 paises membros, mais os outros de varias nacionalidades e origens no mundo.
Ora, o que e’ que acontece: ali podem-se considerar todos “novos ricos”, porque a SADC e’ mesmo o melhor empregador na regiao… Um “novo-riquismo” que vem acompanhado com todos os seus tipicos tiques, taras e inevitaveis arrogancias ignorantes! No entanto, os que mais davam “bandeira” em termos comportamentais eram precisamente os Angolanos e Mocambicanos, com muito poucas honrosas excepcoes - apraz-me dizer, por exemplo, que dentre os melhores amigos que la’ tive contavam-se dois Mocambicanos, um negro e um mestico. Mas isso talvez tambem nao tenha sido por acaso, uma vez que ambos tiveram educacao na Inglaterra e um deles tambem tinha os pergaminhos da familia Mondlane a defender…
Ora, porque? Pelo que pude observar, embora eles tambem nao sejam nenhuns ‘anjinhos’ ou ‘modelos de perfeicao’, pelo simples facto de os de outras nacionalidades terem caracteres e personalidades melhor vincadas pelas seguintes principais razoes objectivas:

1. Serem menos “assimilados culturalmente” - o que faz com que os seus comportamentos sejam menos superficiais por nao se limitarem quase exclusivamente a tentarem demonstrar que “tambem falam, escrevem e se comportam como brancos”, sem no entanto alguma vez o conseguirem… e o que os torna mais ciosos de vingarem pessoalmente por razoes mais substantivas, tais como a honradez, a competencia e o brio profissionais;

2. Terem, em geral, mais anos de independencia (nao deixa de ser interessante notar que o ‘preto’ mais bocal com que tive que lidar la’ e que nao era nem Angolano, nem Mocambicano, era Sul-Africano, logo recem saido do “colonialismo” deles…) - o que lhes da’ uma muito maior experiencia, quer administrativa, quer politico-diplomatica, quer tecnica, ja’ para nao falar do seu melhor dominio geral do Ingles, o que lhes permite um muito maior a vontade na maior parte das situacoes, sem os constrangimentos e complexos de inferioridade a que Angolanos e Mocambicanos (embora estes estejam muito melhor que os Angolanos no que toca ao Ingles) estao geralmente sujeitos naquele tipo de ambiente;

3. Terem melhor formacao academica e maior experiencia professional e provirem de paises que, embora possam nao ser considerados ‘perfeitamente democraticos’, se e’ que tal existe, pelo menos realizam eleicoes regularmente e teem alguma experiencia de multipartidarismo – o que faz com que em geral tenham passado por sistemas de triagem e responsabilizacao, nao estritamente politicos, que permitem uma melhor seleccao dos que vao ocupar postos regionais… ja’ o mesmo nao se pode dizer de Angola e Mocambique, infelizmente!

4. Finalmente, e talvez este seja o factor mais crucial, embora eles tambem tenham sido colonizados, nao viveram a maior parte do seu periodo colonial sob o dominio de um regime fascista, como foi o caso das ex-colonias portuguesas – o que lhes permitiu desenvolverem uma maior abertura de espirito, possibilitada por uma maior exposicao ao debate de ideias e a uma imprensa mais livre e interventiva, tanto nos seus paises como nas respectivas ex-metropoles, onde muitos estudaram.

E o mesmo tipo de observacoes tenho vindo a registar agora na blogosfera…

Ora, tudo isto para dizer o que? Basicamente que nao e’ uma questao de raca, mas sim de cultura, educacao, civilidade, profissionalismo e aprendizagem pratica de tudo isso, idealmente num ambiente cosmopolita e diversificado – e neste particular ha’ que nao esquecer que, a somar-se aos anos de colonial-fascismo, Angola e Mocambique tambem estiveram ate’ bem pouco tempo isolados do ‘mundo global’ devido nao so’ a lingua, mas tambem aos seus sistemas politicos desde a independencia!
E tanto nao e' uma questao de raca que, se leu o artigo de Eugenio Ferreira, tambem tera’ lido o de Carlos Pacheco…
E sobre o infeliz caso com que fui confrontada na “lusosfera” (bom, na verdade apenas “um dos casos”…) devo dizer que o que o tornou mais repulsivo do meu ponto de vista foram os comentarios de certos individuos que por la’ apareceram na altura, incluindo um dos que cobri para o GVO, porque por mim eu nao estava a fazer aquele trabalho exclusivamente a espera de “agradecimentos”, embora eles nao fiquem mal a ninguem quando justificados…

Bom, fico-me por aqui por agora, ate’ porque ja’ escrevi demais.
Retribuo-lhe o abraco e os votos para o fim de semana!

Anonymous said...

Bem amiga, perante a voz da experiência tenho que me render a evidência apresentada.
Obrigado pela partilha. Já agora, como é que era o comportamento dos Zimbabweanos, uma vez que eles só ficaram independentes depois de Angola e Moçambique?

Koluki said...

Obrigada por me lembrar dos Zimbabweanos! Esses sao muito interessantes porque com eles tive uma experiencia mista. Eles sao, dentro da SADC e em Africa em geral, os que teem um maior numero de quadros qualificados - por isso, apesar da tardia independencia (que poderia ter sido mais cedo nao fosse o Ian Smith) nao sao em geral gente propensa a complexos de inferioridade (pelo contrario, tendem a ser um tanto arrogantes - mas de uma arrogancia mais suportavel porque nao e' de todo ignorante...). Entao nao tive grandes problemas com a parte masculina dos Zims e tenho tambem que mencionar que entre eles conheci dos melhores Africanos, como pessoas e profissionais, que ja' conheci e tambem alguns dos melhores amigos que tenho no mundo!
Agora... foi entre as mulheres Zimbabweanas que fiz algumas das minhas piores inimigas!
Mas boa gente no geral.

Koluki said...

PS: So' para acrescentar que andava a procura de uma palavra, ou palavras, que pudessem expressar melhor o que quero significar com "Angolofobos" e parece que a encontrei: CHAUVINISTAS! Com muito Tribalismo a mistura...

VDV said...

Mas olha que “angolofobos” também nao estava mal. Se “fobia de Angola” pode ser entendida como aversão a Angola, então quem não quer o bem de Angola pode e deve ser considerado “angolofobo”. E quem não quer o bem de Angola? Entre outros, certos sujeitinhos bem refastelados em Portugal há mais de 30 anos – isto é, que fugiram porque não suportavam a idéia de serem governados por “pretos” – e que agora têm a distinta lata de saírem dos seus covis provincianos armados em mais “nacionalistas” que a Nação toda junta para irem levantar falsos testemunhos contra quem não conhecem de parte nenhuma. Tudo só para instilarem veneno e intriga entre os angolanos, ou seja, dividir para melhor reinar e provocar as guerras de sempre! Esses não querem, nem nunca quiseram o bem de Angola!

Koluki said...

OK, chamemos-lhes entao angolofobos… Mas agora quem te aconselha a deixar esse assunto entregue a morte que merece sou eu, porque esses sujeitos, como tu propria ja disseste, sao doentes e quanto mais corda se lhes da’ mais delirantes ficam! Os seus lacaios sem caracter, hombridade, sentido do ridiculo ou personalidade teem-nos convencido de que sao “Deuses” e “gigantes”, quando nao passam de anoes sem qualquer estatura e que ninguem conhece de parte nenhuma! Por isso e’ que fazem o que fazem e dizem o que dizem, incluindo calunias, difamacoes e falsos testemunhos (pelos quais acabarao por pagar…), apenas para chamarem atencao e ganharem uma importancia que nao teem, nunca tiveram, nem nunca terao!!!
Enfim: perdoai-lhes que eles nao sabem o que dizem e muito menos o que fazem…

AR said...

Não quero prolongar ainda mais esta conversa que já vai longa, até porque tu e a VDV já a remataram muito bem, mas uma vez que estamos todos em maré de dar conselho, aqui fica também o meu. Porquê que não escreves um post em Inglês sobre tudo isso? Porque isso de dizeres só que “não quero elaborar aqui sobre as razões” não dá, porque quem te suja já não te limpa! Não achas que é importante o mundo saber o que realmente se passa?
Beijinhos.

Koluki said...

Obrigada AR. Mas o mundo quando quer e tem que saber sabe… Ate’ porque os que venhem aqui todos os dias de varias partes do mundo podem traduzir o que esta’ em Portugues, usando os instrumentos que ha’ online ou outras vias.
So’ que o mundo, que por sinal esta’ atento a tudo quanto se passa em ou sobre Angola, tem uma forma mais civilizada de reagir…

Por exemplo, eu as vezes pareco “queixar-me” muito das tais ‘Anas’, ‘Joans’ e ‘Typatekas’, mas na verdade so’ tenho pena delas… Porque?
A tal ‘Ana’ (que quanto a mim e’ tambem a dita ‘Joan’…) pensou que tinha “passado” la’ as “provas” que julgou que estava a dar no blog Szavanna, mas depois de a minha entrevista ter sido retirada a meu pedido, a dita cuja voltou la’ uma data de vezes com comentarios em varios posts, muito armada em engracadinha… mas a dona do blog, que como eu tem o habito de responder a todos os comentarios que la’ sao feitos, nunca lhe dirigiu palavra, nunca lhe ligou nenhuma, deu-lhe pura e simplesmente com os pes…

A outra, a tal ‘Typateka’ voltou a aparecer no Africanpath com um longo sermao no meu artigo sobre o “Capitalist Nigger”, que eu na altura nem sequer vi… quando la’ o encontrei passadas varias semanas, ja’ dois outros comentaristas, um deles branco Americano, se tinham encarregue de a calar!

Portanto, com tanta esperteza saloia so’ acendem a propria lenha com que se queimam… porque uma coisa que sao incapazes de entender e que e’ muito basica, e’ que a blogosfera e’ mesmo “global” e ninguem se pode arrogar o direito de sistematicamente tentar vilipendiar/ridicularizar/ espezinhar outros participantes sem qualquer razao valida e esperar ficar impune; ou julgar-se “dono da verdade” sobre seja que assunto for, particularmente quando nao e’ capaz de argumentar sem insultar/caluniar/difamar e apenas consegue demonstrar arrogancia ignorante; ou, pior ainda, achar-se “dono da angolanidade” e com o direito de decidir quem e’ ou nao Angolano e quem e’ que “tem ou nao o direito” de falar sobre Angola – denotando nao ter a minima nocao, antes do mais, do que e’ esse tal mundo global e que os sites (Africanpath e GVO) onde me pretendem “aniquilar” e fazer-me passar por "criminosa fugitiva procurada pela Interpol" estao baseados nos EUA e a maior parte dos Africanos que la’ escrevem sobre os seus paises esta’ baseada fora de Africa…

Os blogues teem espacos para comentarios e quem quer que seja que tenha criticas ou discordancias a manifestar pode e deve faze-lo nos proprios blogs em que encontra os posts que lhes provocam essas reaccoes, em vez de ir cobardemente apunhalar pelas costas quem quer que seja por causa das suas ideias – isto sao principios basicos de etiqueta que certa gente na dita lusosfera nunca entendera’ porque esta’ habituada ao “jogo baixo”!

So’ que na blogosfera geral nao passam, porque la’ toda a gente expressa aberta e directamente as suas opinioes, ou cala-se! Fazer o contrario e’ apenas demonstrar mesquinhez, baixeza, atavismo e falta de character! E, felizmente, ha’ na blogosfera quem saiba reconhecer esses comportamentos a distancia…

Ate’ porque la’ ninguem cai na esparrela de acreditar que alguem e’ “racista” apenas porque e’ negra/o e ousou criticar ou discordar de um/a branca/o, especialmente quando, a vista de todo o mundo, o faz em resposta ou em defesa propria contra ataques racistas nao provocados que lhe sao sistematicamente dirigidos pelos mesmos branco/as que depois patetica e ridiculamente se vao pretender fazer passar por "vitimas" e “maiores anti-racistas do mundo” que ate' tenhem "amigos de cor"! A quem julgam convencer? Pensam que todo o mundo e’ atrasado mental?

Portanto, minha querida, aquilo que disse sobre nao elaborar sobre as razoes, mantenho e so’ repito isto: “desculpem-me, mas tenho mais que fazer”!!!

AR said...

Ok, my sister, assim fico mais descansada.
Mas essa da “criminosa fugitiva procurada pela Interpol” fez-me rir a perder!! LOL…...
Só faltava acrescentar a PIDE, a DGS, a DISA, o SINFO, a CIA, o MI5, o MI6 e o KGB… Epá minha irmã, se nenhum desses ainda te conseguiu encontrar até agora só podes ser mesmo buééréré do bué do buéééé!!!!
Só tenho um comentário final sobre os tais “donos da Angolanidade” que dizem que só “angolanos como eles têm o direito de falar mal do nosso presidente”.. mas são os mesmos que passam a vida a dizer cobras e lagartos do Mugabe, Guebuza, etc… com que direito? Não se enxergam mesmo, né?!
E pronto, da minha parte é tudo por hoje.
Continua com essa força e coragem porque estás no bom caminho e nós estamos contigo, como o mundo.. atentos!!
Beijo grande.....................

Koluki said...

Ah, ah, ah, ah!!!! Olha, quem vai finalmente “apanhar-me” agora, depois de andar "fugida" ha’ tanto tempo, desde que “fugi com os meus pais em 75 por nao aguentarmos a dipanda”… e’ a secreta da “lusosfera”! Ca’ fico ‘a espera deles….
Mas, mais uma vez, so’ ha’ uma coisa a dizer: perdoai-lhes porque nao sabem o que fazem e muito menos o que dizem!
Beijo grande para ti tambem, muuuuaaahhhhhhhhhhh!!!!!!!

Koluki said...

P.S.: ...por terem "filhas e amigos de cor" e quando vem "a proposito" postarem umas fotos "anti-racistas" e de vez enquando ate' "mandarem umas bocas sobre racistas senis americanos"... ainda vamos ve-los um ano destes a ganharem o Nobel da Paz por "elevados servicos prestados a causa anti-racista na blogosfera"!
Haja do'....