Tuesday, 24 March 2009

LUANDANDO (II)

O CANTEIRO DE OBRAS











Marco, 2009

5 comments:

Tchinó said...

Oí Koluki, tenha estado a "luandar" com a sua reportagem fotográfica, o que agradeço. Será possível legendar as "pic's"? Boa estadia por terras da Kianda.

Koluki said...

Ola' Tchino'. Nao, nao ha' realmente muito tempo para legendar as pics. Talvez quem conheca os locais aqui retratados possa faze-lo aqui nos comentarios, o que eu tambem agradeceria...
Obrigada e keep walking the walk!

Tchinó said...

Koluki a minha preocupação em relação as legendas era mais em relação aos edifícios novos. "Descobri" por acaso que o edifício da primeira "Pic" trata-se do Palácio da justiça, e assim já percebo que fotografou apartir da parte de frente do lago do Josina Machel(Ex.Maia Pia).
Achei o edifício "impunente" para as injustiças que ainda se vão practicando...

Koluki said...

Tchino',

E' de facto o "Palacio da Justica" e foi a primeira das 'grandes obras' que me apareceu pela frente vinda do aeroporto no dia em que cheguei - nao sabia sequer da sua existencia, foi uma completa novidade! Ja' nao ia a Luanda ha' cerca de 6 anos e so' tinha ouvido falar do "canteiro de obras" e visto algumas 'pics' de alguns dos novos edificios, em particular o da Sonangol.
Este e' de facto imponente e teve um efeito marcante em mim assim que o vi, por um lado porque me apareceu pela frente assim de chofre - sabe que quando se vem do aeroporto por aquela rua (24 de Outubro?) ha' uma subida (morro da Samba) ate' se chegar ao largo Josina Machel e e' a partir de um determinado ponto daquela subida que o edificio "nos acontece", e imediatemente o fotografei - foi mesmo a primeira foto que tirei durante esta visita; e, por outro lado, por conter uma certa carga simbolica: os portugueses tinham deixado apenas a estrutura de metal e betao, ou seja o esqueleto, e durante todas estas decadas desde a independencia ele ali continuou intocado, ate' que os chineses chegaram...
Pode-se discuti-lo sob o ponto de vista estetico/arquitectonico e ate ha' duvidas quanto a sua solidez e durabilidade(diz-se que a planta do tempo colonial nunca foi encontrada, ou que tera' sido encontrada, mas depois desaparecido e os chineses tomaram a obra mesmo sem a planta original...), mas que tem essa carga simbolica, la' isso tem. E, quanto a mim, mais ainda do que o da Sonangol, que tem sido divulgado como a nova ex-libris da cidade...

Agora, entre a imponencia do Palacio da Justica e um sistema de justica que realmente acabe com as injusticas que se vao praticando... isso ja' sao outros quinhentos, minha amiga!

Mas o que pretendi retratar aqui neste post foi sobretudo o tal "canteiro de obras": todas as gruas indicam edificios a serem construidos de raiz, talvez excepto esse do Palacio da Justica, que ja' tinha o esqueleto.

Obrigada pela ajuda com as "legendas"...

;-)

Koluki said...

... Parece que nao sao 'gruas', mas sim 'guindastes', embora eu nao saiba bem qual e' a diferenca...