Wednesday, 25 June 2008

“GIVE THEM CAKE!”

Ou “Let Them Eat Cake!”

Os Britanicos, em particular os “policy analysts” e/ou “activistas do social”, usam frequentemente essa frase para criticar medidas de politica, ou simples projectos localizados, que se apresentem completamente desajustados ao(s) problema(s) que pretendem resolver ou mitigar e particularmente inocuos (no limite, ofensivos) face a realidade vivida pelos individuos ou grupos visados por tais iniciativas (ver uma analise aplicada dessa questao aqui). Esse tipo de critica chega a provocar a queda de governos (pelo menos em paises como este…) particularmente quando estao envolvidos dinheiros publicos.

A frase e’ atribuida a Rainha Marie Antoinette e uma das versoes da sua historia reza que, estando ela a ser brindada pela sua coorte com um concerto de violino, piano e ballet, foi interrompida pelo clamor de multidoes de “descamisados” em frente ao seu palacio. Tendo ela indagado o que se passava, um dos seus servicais informou-a de que se tratava de “gente absolutamente pobre e miseravel, vivendo em favelas sem agua, luz ou saneamento e com altissimos niveis de criminalidade, gente sem trabalho, terra, acesso a educacao ou a alimentacao condigna… em suma, tao pobres que nem pao tinham para dar aos seus filhos”! Ao que a Rainha retorquiu: “Ah, nao teem pao? Entao deam-lhes bolo!”

A historia tambem reza que essa foi a principal razao pela qual Marie Antoinette foi guilhotinada durante a Revolucao Francesa…

A que proposito vem esta historia? Bem, poderiamos responder como aquela outra Rainha: “(de) nada senhor(es)… sao apenas rosas…”
Ou “Let Them Eat Cake!”

Os Britanicos, em particular os “policy analysts” e/ou “activistas do social”, usam frequentemente essa frase para criticar medidas de politica, ou simples projectos localizados, que se apresentem completamente desajustados ao(s) problema(s) que pretendem resolver ou mitigar e particularmente inocuos (no limite, ofensivos) face a realidade vivida pelos individuos ou grupos visados por tais iniciativas (ver uma analise aplicada dessa questao aqui). Esse tipo de critica chega a provocar a queda de governos (pelo menos em paises como este…) particularmente quando estao envolvidos dinheiros publicos.

A frase e’ atribuida a Rainha Marie Antoinette e uma das versoes da sua historia reza que, estando ela a ser brindada pela sua coorte com um concerto de violino, piano e ballet, foi interrompida pelo clamor de multidoes de “descamisados” em frente ao seu palacio. Tendo ela indagado o que se passava, um dos seus servicais informou-a de que se tratava de “gente absolutamente pobre e miseravel, vivendo em favelas sem agua, luz ou saneamento e com altissimos niveis de criminalidade, gente sem trabalho, terra, acesso a educacao ou a alimentacao condigna… em suma, tao pobres que nem pao tinham para dar aos seus filhos”! Ao que a Rainha retorquiu: “Ah, nao teem pao? Entao deam-lhes bolo!”

A historia tambem reza que essa foi a principal razao pela qual Marie Antoinette foi guilhotinada durante a Revolucao Francesa…

A que proposito vem esta historia? Bem, poderiamos responder como aquela outra Rainha: “(de) nada senhor(es)… sao apenas rosas…”

4 comments:

umBhalane said...

- Rosas neste tempo?! perguntou S.M.Real, o Rei.

E ela , abrindo sua capa, mostra as rosas, que dos pães para os pobres, se transformaram.

Mas no meio dessas rosas, uma Rosa de Porcelana se notava.

- Koluki regressou.

É bom tê-la por cá, de novo.

Koluki said...

Lindo, umBhalane, obrigada!
E' bom te-lo de volta tambem e traga um (ou dois, ou mais) amigo(s) tambem!

Da Banda said...

Aqui na banda é assim - “Ah, não tem pão? Entao lhes dão maratona de cerveja”!
Agora então com as eleições…

Koluki said...

Da Banda: E' verdade e e' uma pena que assim seja...
Bem vindo/a!