Tuesday, 22 May 2007

PRIMEIRA CONFERENCIA DOS 'SAN' DE ANGOLA


"A 26 de Abril 2007, representantes das Comunidades San Angolanas, membros dos Governos Provinciais da Huíla, do Cunene, do Cuando Cubando, Sans da Namíbia, do Botswana e da África do Sul, bem como membros de ONGs e activistas da sociedade civil, reuniram-se no Lubango, capital da Província da Huíla, para o evento histórico que foi a Primeira Conferência Angolana sobre os San.

A conferência foi precedida por 2 dias de pré-conferência, durante os quais líderes San de Angola, da Namíbia, do Botswana e da África do Sul, partilharam as suas experiências, esperanças e ideias para a melhoria das suas condições de vida. Trabalhando em pequenos grupos e em plenário, os San Angolanos e os seus colegas Sul Africanos, reflectiram sobre assuntos como a fome, falta de direitos sobre a terra, conflitos sobre água, falta de escolas e clínicas, e o não reconhecimento dos seus líderes.

As mais importantes recomendações produzidas durante a pré-conferência, foram apresentadas a membros do Governo e ao público durante a conferência, através de uma canção em que se podia ouvir o seguinte:

“Somos todos Angolanos.
Queremos ter os mesmos direitos que todos os outros Angolanos.
Temos vontade de trabalhar
Temos força para cultivar os nossos campos
Temos o sonho de uma vida sem abusos
Queremos treinamento para os nossos líderes
Queremos respeito pelas nossas comunidades e pelos nossos líderes
Queremos ser parte do novo futuro de Angola
Queremos escolas, postos médicos e uma adequada legislação sobre a terra
Queremos um pagamento justo pelo nosso trabalho
Queremos uma boa relação com os nossos vizinhos Bantu
Queremos a mesma ajuda que outros recebem.”

(Extracto do comunicado oficial de imprensa sobre o evento)

Mais informacao e fotos aqui.

"A 26 de Abril 2007, representantes das Comunidades San Angolanas, membros dos Governos Provinciais da Huíla, do Cunene, do Cuando Cubando, Sans da Namíbia, do Botswana e da África do Sul, bem como membros de ONGs e activistas da sociedade civil, reuniram-se no Lubango, capital da Província da Huíla, para o evento histórico que foi a Primeira Conferência Angolana sobre os San.

A conferência foi precedida por 2 dias de pré-conferência, durante os quais líderes San de Angola, da Namíbia, do Botswana e da África do Sul, partilharam as suas experiências, esperanças e ideias para a melhoria das suas condições de vida. Trabalhando em pequenos grupos e em plenário, os San Angolanos e os seus colegas Sul Africanos, reflectiram sobre assuntos como a fome, falta de direitos sobre a terra, conflitos sobre água, falta de escolas e clínicas, e o não reconhecimento dos seus líderes.

As mais importantes recomendações produzidas durante a pré-conferência, foram apresentadas a membros do Governo e ao público durante a conferência, através de uma canção em que se podia ouvir o seguinte:

“Somos todos Angolanos.
Queremos ter os mesmos direitos que todos os outros Angolanos.
Temos vontade de trabalhar
Temos força para cultivar os nossos campos
Temos o sonho de uma vida sem abusos
Queremos treinamento para os nossos líderes
Queremos respeito pelas nossas comunidades e pelos nossos líderes
Queremos ser parte do novo futuro de Angola
Queremos escolas, postos médicos e uma adequada legislação sobre a terra
Queremos um pagamento justo pelo nosso trabalho
Queremos uma boa relação com os nossos vizinhos Bantu
Queremos a mesma ajuda que outros recebem.”

(Extracto do comunicado oficial de imprensa sobre o evento)

Mais informacao e fotos aqui.

5 comments:

Maria Muadié said...

Que interessante. Nunca tinha ouvido falar deste povo. Sou professora de uma turma de 4ª série e estamos estudando um pouco sobre a África, sobre os africanos trazidos como escravos para o Brasil, enfim, sobre a nossa formação. Divulgarei esta informação.
Achei muito bom o nível de organização (e paz?). Amei as fotos.
Um beijo,
Martha

Koluki said...

Martha,

Os San e os Khoi, genericamente conhecidos como Khoisan, sao os primeiros habitantes da Africa Austral e tidos como talvez os primeiros humanos da terra...
E' deles a autoria da arte rupestre que foi tema do "Passatempo" em que voce, a Sailor Girl e o Juca ficaram em primeiro lugar... portanto, embora talvez nao tenha prestado atencao, ja' tera' "ouvido" falar deles mesmo sem se dar conta disso.
Num outro contexto, eles tambem ja' aqui tinham sido mencionados nos comentarios a este post:

http://koluki.blogspot.com/2007/03/abolition-of-slave-trade-200-years-on.html

Por outro lado, na foto que ilustra este post pode-se ver no centro a etnologa Ana Maria de Oliveira (de oculos), que estudou no Brasil e foi galardoada com um premio cultural pelo governo brasileiro e que tambem ja' havia sido mencionada aqui neste post:

http://koluki.blogspot.com/2007/03/restituies-bantu-verses-escandinavas.html

E, a proposito, recomendo-lhe a leitura do seguinte texto, embora ele fale da Ana Maria de Oliveira como Ministra da Cultura de Angola, o que ela nunca foi:

http://www.geocities.com/ail_br/lusofoniamentirasrealidade.htm

Beijos.

Maria Muadié said...

Obrigada, Koluki.
Realmente, é claro, que ouvi falar sim, só não me recordava o nome.
Um beijo,
Martha

Koluki said...

Ja’ agora, apetece-me dizer que tenho as minhas fundadas reticencias quanto a “politica cultural” de Portugal em relacao aos ditos Palop... E, ja’ agora tambem, que enquanto o Brasil e Portugal continuarem a comportar-se como “conquistadores” em concorrencia nessa area, o mais que conseguirao sera’ o repudio dos que pretendem “conquistar”... porque, a acreditar nas “mentiras” de que Affonso Romano de Sant’anna fala, ha’ que nao esquecer do ditado que diz que “a mentira tem pernas curtas”!

Koluki said...

Ha' muito que ando para corrigir o que disse acima sobre Ana Maria de Oliveira, mas nao o tinha feito ainda apenas por esquecimento: ela foi, de facto, Ministra da Cultura de Angola, eu e' que me tinha esquecido desse facto.
As minhas desculpas a propria e ao autor que aqui "desmenti".