Sunday, 11 February 2007

Jacarandas de Lisboa



"...It pisses God off
if Humanity doesn't notice
the Color Purple..."

Alice Walker

(mea culpa, mea culpa, mea maxima culpa)


"...It pisses God off
if Humanity doesn't notice
the Color Purple..."

Alice Walker

(mea culpa, mea culpa, mea maxima culpa)

6 comments:

Sailor Girl said...

One of my favourite trees... Beautiful, Koluki!...

Denudado said...

Koluki, não tem que se penitenciar de nada. Quantas vezes nos habituamos a uma determinada paisagem, a tal ponto que não nos apercebemos das mudanças que nela se vão operando ao longo do tempo? Só reparamos nelas quando elas interferem com a nossa rotina diária.

Quanto à sua vontade de tornar os links mais visíveis no seu blog, eu venho propor-lhe uma alteração da cor dos links relativamente à do resto do texto. Para isso, a Koluki vai ter de editar o seu template. É uma operação simples, não se assuste.

Quase no princípio do seu template, a Koluki encontra umas linhas de código que começam por a:link, a:visited e a:hover. Dentro das chavetas que se seguem a cada uma destas secções, encontra duas linhas: uma que diz color: e outra que diz text-decoration:.

a:link serve para o template indicar ao browser que cor deve usar nos links que encontrar e se deve sublinhá-los ou não. Em a:visited, o template refere ao browser o aspecto que os links deverão ter depois de terem sido visitados. Em a:hover, refere o aspecto que deverão ter quando se passa com o rato por cima deles.

No caso concreto do seu template, verifico que os links têm exactamente o mesmo aspecto que o texto normal. Só se detecta a sua presença quando se passa com o rato por cima deles (caso em que aparecem com a mesma cor, mas sublinhados) e quando eles já foram alguma vez visitados (caso em que muda a cor, mas só a cor).

Como disse, proponho-lhe que mude a cor dos links, alterando o código correspondente em a:link. Como saber que código inscrever, em vez do que lá está?

A mim, parece-me que não é muito importante saber se um link já foi visitado ou não. O que é importante é saber que ele existe. Assim, proponho-lhe que copie para a:link o código de cor que está em a:visited. Assim, proponho-lhe que inscreva, em a:link, o código #764 à frente de color:, em vez do código #993333 que lá está. Feita a mudança, prima o botão Save Template Changes, para que a alteração realizada produza efeito. Se não gostar do resultado, diga-me.

Koluki said...

Oh meu caro Denudado... Obrigada por tentar tornar "a minha alma mais leve" quanto aos jacarandas de Lisboa... that's very kind of you! Mas, na verdade, o 'mea culpa' foi mais para o caso de o 'ditame' da Alice Walker ser verdadeiro... porque realmente e' impossivel que eu nao tenha reparado nos jacarandas do Parque Eduardo VII, pelas razoes que ja referi e mais: uma das minhas irmas chamou-me a atencao para as outras fotografias que ha na pagina que me enviou e... jacarandas em Belem, onde vivi durante muito mais tempo que perto do Parque Eduardo VII, subindo e descendo todos os dias uma rua (a Henrique Galvao, se nao me engano) paralela aquela que vai dar a Torre de Belem retratada na foto... rua essa que passa ao lado do Jardim-Museu Agricola Tropical, onde passei muitas horas da minha vida e que tambem tera por la pelo menos um jacaranda... Enfim! Isto deve ter alguma coisa a ver com a "perda de sentidos" de que falava ha dias num outro comentario: a minha memoria deve-se ter tornado bastante selectiva em relacao a coisas tanto de Portugal como de Angola e, de vez em quando, prega-me partidas destas!
Agora, quanto aos links. Denudado, tenho que lhe confessar que ja ultrapassei a 'cut-off line' que a mim propria me impus (mais ou menos 3 meses) para terminar todas as obras de "engenharia e arquitectura" neste blog... E' que, para alem de ter comecado sem qualquer nocao do que estava a fazer, o formato personalizado que entendi dar ao blog demonstrou-se extremamente 'time-consuming' e isto comeca a prejudicar seriamente outras areas da minha vida. Por isso, apenas vou tentar fazer o que sugere pela amabilidade e o cuidado que teve em faze-lo. Ademais, de todas as tentativas que fiz de alterar o template apenas uma funcionou e apenas por engano... No que toca particularmente aos links, tera' reparado que comecei a assinala-los em 'bold'. Ja o tinha tentado antes, mas nao funcionou porque fiz o 'bold' depois de ter feito o link...Mas acho que isso por agora ja ajuda a chamar a atencao para eles, que era o meu principal interesse. De resto eles veem-se bem nesta janela porque aparecem a azul. Mas, na primeira oportunidade, vou tentar aplicar a sua sugestao.

Um abraco.

Koluki said...

Hi Sailor Girl,

Nice to put a face to the flag...

Beautiful smile!

Denudado said...

Amiga Koluki

A rua que sobe desde o portão do Jardim-Museu Agrícola Tropical (antigamente chamado Jardim Colonial) até ao portão do Cemitério da Ajuda, bem lá no alto, chama-se Calçada do Galvão. A meio da subida tem um largo, onde se ergue a Igreja da Memória, mandada construir pelo Marquês de Pombal no local onde ocorreu um atentado falhado contra o rei D. José.

A rua fronteira à Torre de Belém, que se vê na foto que refere, chama-se Avenida da Torre de Belém e é ladeada por vivendas de luxo, muitas delas pertencentes a embaixadas. No extremo oposto à Torre de Belém, num alto que domina a avenida, está uma pequena capela em estilo manuelino, a Capela de S. Jerónimo.

Se a Koluki alguma vez precisar de um guia para a cidade de Lisboa, pode contratar-me. Lisboa para mim não tem segredos, passe o exagero...

Koluki said...

Ah, ah, ah... agora fez-me rir Denudado. Mas rir-me de mim mesma. Nao sei onde fui buscar o tal de "Henrique Galvao"... mas isso so' prova, mais uma vez, o estado da minha memoria em relacao a Lisboa. Vivi na area circundante a Igreja da Memoria (onde se casou uma das minhas irmas) durante quase 10 anos... de modo que conheci muito bem a area.
Nao me importava nada de contratar um guia tao minucioso e detalhado (e, acima de tudo, de memoria fresca) como o Denudado para qualquer cidade do mundo, mas acontece que a minha 'approach' preferida a cidades, paises, ou qualquer coisa desconhecida (como, inicialmente, este blog) e' sempre ir explorando sem mapas nem guias... defeitos, pois sim, mas que gosto de ter. Senao, onde ficaria o prazer da descoberta? Do accomplishment? De qualquer modo, presumo conhecer suficientemente Lisboa (desde a primeira vez que a visitei em Junho de 1974, tendo a nossa morada dessa vez sido, imagine, numa pensao mesmo ao lado do Parque Eduardo VII, naquela avenida que vai do Marques do Pombal as actuais Amoreiras... ja sei que sabe o nome, mas eu nao me lembro... altura em que devo ter visto pela primeira vez os jacarandas de Lisboa...) para dispensar a sua oferta, mas talvez a aceite se algum dia decidir visitar o Porto e se o Denudado estiver disponivel.

So' queria corrigir uma inverdade no meu comentario anterior: de facto fiz, com sucesso e intencionalmente, pelo menos duas alteracoes fundamentais ao template... mas as vezes tenho a mania de me creditar menos do que deveria (sem pretensoes, ou falsas modestias...).

Continuacao de bom fim de semana!